Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /whm2/jaguarin/public_html/includes/conexao.php on line 2
Jaguar in Pantanal - Cientistas pesquisam comportamento da onça pintada na Amazônia
Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Português
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
No rastro da onça-pintada - following the jaguar in the Pantanal
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Turismo de Pesquisa Científica
Interatividade
Saiba Mais
Cadastre-se
Nome:
E-mail:
 

NOTÍCIAS
28/03/2009 - 11h03

Cientistas pesquisam comportamento da onça pintada na Amazônia

A+

A-

Altera o tamanho da letra

Amos Nachoum
Onça-pintada - Pantanal Fazenda San Francisco

Cientistas de três países participam de uma pesquisa internacional inédita na Amazônia. Eles estão mapeando a presença dos grandes felinos no Brasil e no México. Entre os animais pesquisados está a onça pintada, a maior das Américas. 

Veja o site do Jornal Hoje

Os pesquisadores instalaram câmeras na floresta. Acionadas por sensores, elas flagraram a onça parda caminhando no meio da mata. As adultas medem até 1,5 metro de comprimento e pesam entre 60 e 80 quilos. A espécie ainda é encontrada em todo o continente, desde o Canadá até o Chile.

A onça pintada é o maior felino das Américas. Um macho pode atingir 1,8 metro de comprimento e pesar 150 quilos. No Brasil, as maiores concentrações estão no Pantanal e na Amazônia.

 

saiba mais
Filhote de onça foge de jaula de zoológico em MG
--------------------------------------------------------------------------------
Cientistas mexicanos, espanhóis e brasileiros estão fazendo um levantamento amplo sobre os grandes felinos no México e na Amazônia. Além das câmeras, eles usam instrumentos simples, mas eficientes, para monitorar os animais no Parque Nacional de Viruá.

A chamada pelos pesquisadores de armadilha de pegadas é basicamente um banco de areia. Quando o felino passa por cima fica registrada a pegada. Foram espalhadas 60 armadilhas pelo parque.

“Com esse tipo de armadilha foi possível identificar as espécies de animais que existem na área e que normalmente andam à noite. Através das pegadas, conseguimos ver a distribuição dos animais pela área”, explicou Denise Melo, pesquisadora do INPA-AM.

Cada pegada é medida, fotografada e desenhada. Através delas é possível obter uma espécie de impressão digital de cada onça e ainda estimar o seu peso e tamanho.

Para saber mais sobre a alimentação e a saúde dos felinos, os pesquisadores levaram um especialista que trabalha no Instituto Onça Pintada de Goiás. A tarefa do cão Tupã, não é localizar as onças, mas os excrementos que elas deixam pela mata.

Dentro de um ano o Projeto Jaguar deve apresentar os primeiros resultados e iniciar o trabalho de comparação entre as espécies brasileiras e as mexicanas, identificando as características genéticas e a quantidade de felinos em cada região.


http://www.globoamazonia.com/Amazonia/0,,MUL1052832-16052,00.html



http://www.fazendasanfrancisco.tur.br/ - http://www.gestaoativa.com.br/  - http://blogpantanalfazendasanfrancisco.blogspot.com/

Desenvolvido por Gestão Ativa - Sites e SEO em Campo Grande.