Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /whm2/jaguarin/public_html/includes/conexao.php on line 2
Jaguar in Pantanal
Mudar linguagem para Inglês
Mudar linguagem para Português
No rastro da onça-pintada - following the jaguar in the Pantanal
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Onça-pintada - Jaguar - Na Fazenda San Francisco - Pantanal do Miranda MS
Turismo de Pesquisa Científica
Interatividade
Saiba Mais
Cadastre-se
Nome:
E-mail:
 

BONITO E SERRA DA BODOQUENA
A SERRA DA BODOQUENA

A Serra da Bodoquena constitui destacada unidade de relevo localizada na porção centro-sul do Estado de Mato Grosso do Sul, e abrange os municípios de Jardim, Bonito, Bodoquena e Porto Murtinho. Não se trata de uma serra propriamente dita, e sim de um planalto com escarpa voltada para o Pantanal.

O planalto é praticamente todo constituído por rochas carbonáticas muito puras, que se originam por deposição no fundo de um antigo oceano que ali teria se formado há 550 milhões de anos atrás.

Esforços tectônicos que ocorrem na crosta terrestre, provocaram intensos dobramentos nas camadas de calcário e originaram altas montanhas. Onde era mar, ergueram-se altas montanhas.

O contínuo trabalho da erosão, ao longo de centenas de milhões de anos, cuidaram de dar a forma atual do planalto, mais conhecido como Serra da Bodoquena, onde se situa o município de Bonito.

A paisagem da Serra da Bodoquena é diferente. Nela se desenvolveram imensas cavernas e os seus rios são de águas de incrível transparência.

Ao longo dos rios há formações calcáreas na forma de cachoeiras e represas naturais, denominadas pelos geólogos de tufas calcárias. Estas formações encontram-se em contínuo crescimento, é por isso que se diz: " Em Bonito as cachoeiras crescem! " 

A natureza na região é privilegiada. E não são apenas os aspectos geológicos que chamam a atenção dos turistas. A flora é exuberante e o visitante tem oportunidade de observar uma diversificada fauna.

Dentre as grutas se destaca a Gruta do Lago Azul. No fundo desta há um lago subterrâneo de mais de 50m de profundidade, que atinge coloração azul intensa com a incidência dos raios solares que penetram pela sua grande entrada.

Inúmeras cavidades subterrâneas submersas fazem de Bonito o paraíso do espeleomergulho, atividade que vem atraindo mergulhadores de diversas partes do mundo.

Assim é Bonito, onde a admirável natureza nos dá a oportunidade de aprender a respeitá-la, respeito este que os guias de turismo fazem questão de transmitir ao turista. É esse respeito, que faz da região um exemplo e referência à prática do ecoturismo.

Fonte:
http://www.portalbonito.com.br/




Descobrir e respeitar os tesouros naturais da Serra da Bodoquena


Encravado ao sul do Pantanal, o Planalto da Bodoquena reserva paisagens únicas no mundo, combinando águas cristalinas e alta biodiversidade. Além das nascentes de beleza paradisíaca, há deliciosas cachoeiras e enormes grutas com lagos submersos



O cenário é único. Águas cristalinas, o verde estonteante das plantas aquáticas e peixes... muitos peixes. Assim são as nascentes da Bodoquena, no sudoeste do Mato Grosso do Sul. A região –onde se localizam os municípios de Bonito e Jardim– é reconhecida como o destino mais desejado pelos ecoturistas do Brasil. Mas estes confins representam muito mais que um destino turístico. Para os cientistas que ali aportam, a Bodoquena guarda uma rica biodiversidade, boa parte ainda desconhecida.



Para entender um pouco da beleza da região, é necessário voltar no tempo, em um passado geológico muito remoto. Estudos mostram que o subsolo da Bodoquena é formado por rochas calcárias muito puras, originadas há 550 milhões de anos. Estas rochas muito antigas e sua pureza explicam a limpidez das águas.

O calcário dissolvido na água absorve e decanta as poucas impurezas restantes, tornado a água mais cristalina ainda. E haja transparência. Em algumas áreas, a visibilidade debaixo da água é de 50 a 60 metros. Uma das águas mais claras do mundo.



Plantas e animais completam o espetáculo visual dos rios da Bodoquena. A rica diversidade de organismos desta região é resultado de outros tantos milhões de anos de evolução biológica.

Uma complexa e longa combinação de fatores naturais permitiu que plantas aquáticas, peixes e toda sorte de criaturas minúsculas convivessem harmonicamente em nascentes de águas absolutamente cristalinas. Em conjunto, os organismos formam uma delicada trama de vida, que conecta uma pequena planta aos grandes predadores dos rios, como os dourados e as ariranhas.


* O biólogo José Sabino é doutor em Ecologia pela UNICAMP e consultor da ONU para área de biodiversidade. Atualmente é professor do Mestrado em Meio Ambiente da UNIDERP, onde ministra as disciplinas de “Ecologia de Ecossistemas”, “Biodiversidade do Cerrado e Pantanal” e “Turismo e Desenvolvimento Regional”. É pesquisador-chefe do Laboratório de Biodiversidade, Ecologia e Conservação de Ecossistemas Aquáticos.


Autor: JOSÉ SABINO*, de Bonito, Mato Grosso do Sul sabino-jose@uol.com.br


Bonito e Serra da Bodoquena - MS - O paraíso das Águas Cristalinas - Pantanal
Bonito e Serra da Bodoquena - MS - O paraíso das Águas Cristalinas - Pantanal
Bonito e Serra da Bodoquena - MS - O paraíso das Águas Cristalinas - Pantanal


http://www.fazendasanfrancisco.tur.br/ - http://www.gestaoativa.com.br/  - http://blogpantanalfazendasanfrancisco.blogspot.com/

Desenvolvido por Gestão Ativa - Sites e SEO em Campo Grande.